Anunciar no Google

O Google possui várias plataformas de publicidade para que empresas possam anunciar seus produtos e serviços e acompanhar os resultados.

Essas plataformas são:

–   Search Network
–   Display Network
–   Youtube
–   Google Shopping
–   Google Analytics – plataforma de análise
–   Double Click
–   Google Adwords Express

E em cada uma delas os seguintes formatos de anúncios são suportados:

–   Anúncios em texto
–   Anúncios gráficos
–   Anúncios em vídeos
–   Anúncios de aplicativos para celulares
–   Anúncios de listas de produtos

Impacto dos anúncios no Google para as empresas

As plataformas de anúncios da Google possuem alguns atrativos que lhe conferem grande vantagem diante de outras formas de publicidade:

Escalabilidade: Você pode iniciar uma campanha com um produto e no decorrer dos meses e anos estar com milhares de produtos anunciados.
Visibilidade: A marca da empresa ou produto passa a ser vista por milhares de pessoas em questão de dias.
Alcance regional: Você pode tanto apresentar sua marca para uma cidade quanto para o mundo inteiro. Se precisar que seu anúncio seja visto por pessoas que estão na Indonésia fazendo uma campanha aqui do Brasil, isso é facilmente conseguido.
Impressão em vários dispositivos: Seus anúncios terão exibição em desktops, tablets e principalmente celulares.
Custo administrável: Você decide quanto quer gastar em uma campanha no Google.

Custo para se anunciar no Google

O custo para se ter anúncios no Google é calculado sobre os modelos de campanhas que você decidir implementar numa conta Google Adwords.

Assim, o modelos de cobrança do Google Adwords se baseiam em três campos:

– No valor que cada palavra-chave tem dentro do leilão de anúncios da Rede de Pesquisa e de cada clique que acontece sobre os anúncios gráficos da Rede de Display.
– No valor de cada 1.000 impressões de anúncios gráficos da Rede de Display.
– No valor de um determinado tempo de visualização de um vídeo.

Na prática é isso:

Se uma palavra chave tem um valor médio de CPC (custo por clique) no leilão de anúncios do Google de R$ 1,20 e se dentro de 30 dias você teve 100 cliques provenientes dessa palavra seu custo foi de R$ 120,00.

Logo se você tem 50 palavras chave daí vem toda a multiplicação disso.

Google Adwords

O Google Adwords é uma plataforma que tem como objetivo administrar todos os anúncios das plataformas de mídia da Google. É dentro dele que os créditos, as palavras chave e os anúncios são inseridos para que se possa veicular uma campanha de publicidade no Google.

A plataforma Google Adwords é um ambiente composto por múltiplos recursos que, quando bem utilizados, enriquecem a publicidade que está sendo desenvolvida para a marca. Também possui dezenas de recursos que colaboram para a compreensão dos resultados das campanhas. As famosas métricas.

Com o Google Adwords podemos ter pesquisas incríveis de mercado e público alvo que só seriam conseguidas desembolsando uns milhares de reais para empresas especializadas.

Seu site é rei

A publicidade do Google é baseada em anúncios que levam os visitantes diretamente ao website da marca.

Logo entende-se que essa página é tão fundamental quanto o crédito que é inserido na conta para veiculação das campanhas.

Então preocupe-se com isso. Quem vai receber o visitante é a página de pouso do anúncio. Ela deve conter informações relevantes e com foco no objetivo da campanha.

Por exemplo: Você vende colchões ortopédicos. Então quais são as informações que você sabe que seu público precisa encontrar para que o estimule a enviar uma solicitação de orçamento para você?

E outra percepção importante é: Quando um visitante chega a sua página vinda de seu anúncio pago no Google ele consegue facilmente lhe enviar um pedido de orçamento ou ligar para sua empresa?

Além do Search

Ainda aqui no Brasil é muito comum as campanhas de publicidade no Google serem aplicadas somente sobre a Rede de Pesquisa.

O remarketing ainda é um pouco mais utilizado. Contudo, Rede de Display e Youtube são amplamente esquecidos.

O que talvez não se saiba é que o Youtube é também uma rede de pesquisa. É muito comum os usuários pesquisarem sobre como fazer certas coisas nessa plataforma de vídeos.

E o vídeo engaja. Ponto. Se você encontrar a pessoa certa no momento certo ela irá assistir seu vídeo. Muitos pensam que por terem o hábito de pular os vídeos, outros também o farão. Acontece, como observo nas campanhas que possuímos de vídeos, que existe pelo público alvo sim um grande interesse em interagir com marca através da visualização do seu conteúdo de vídeo. Isso os ajuda na tomada de decisão quando necessitam adquirir um bem ou serviço.

O que também muitos não sabem é que o valor do CPV (custo por visualização) muitas vezes é bem menor se comparado com os cliques de Search. Tipo:

– Search CPC = R$ 1,50. Youtube CPV = R$ 0,20. E se você não sabe, um cpv pode ser cobrado somente após 30 segundos de visualização do vídeo. O que significa que se o usuário assiste à 29 segundos, você não paga!

Já na Rede de Display encontramos os diversos modelos de anúncios gráficos. Cujos formatos e tamanhos são criados dentro da plataforma do Google Adwords de forma que sejam adequados a cada canal que irá exibi-los.

Os canais são os próprios websites da internet que aceitam veicular anúncios de terceiros em suas páginas. Um canal bem famoso é a Folha de SP online. Quem possui um site com um número interessante de visitantes mensais pode fazer parte do programa Adsense da Google.

Com esse programa o proprietário do website passa a aceitar os anúncios do Google Adwords.

Agora o que mais aprecio na Rede de Display é na capacidade do próprio sistema adequar os anúncios aos canais que interessam ao anunciante. Isso é feito com um trabalho de segmentação dentro dos recursos que a Rede de Display oferece na plataforma Google Adwords.

E os CPC’s também são bem inferiores, salvo excessões, aos da Rede de Pesquisa. E se o anunciante escolhe o modelo de pagamento por CPC e não por CPM (custo por mil visualizações), só pagará quando alguém clicar no anúncio. Portanto o impacto gerado por um banner na rede de Display à pessoa que é interessante para sua marca não gera custo. Se o usuário visualizar o banner e não clicar, não há custo e o recado foi entregue.

Noto muito nas campanhas que possuem Rede de Display um aumento da busca pela marca em até 30% na Rede de Pesquisa. Se liga aí.

Gerenciamento

Sim, a gestão da publicidade no Adwords é complexa. Pois envolve o conhecimento de várias disciplinas como marketing, mercado, economia, estatística, publicidade e principalmente o Google Adwords que hoje também é uma disciplina a ser estudada. E ainda não citei o Google Analytics.

Por isso muitos anunciantes, mesmo com contas pequenas, patinam com esse tipo de publicidade.

O Google Adwords é muito além de criação de palavras-chave e anúncios.

A plataforma possui uma quantidade de dezenas de recursos que são necessários para o bom andamento da publicidade no Google.

Quando esses recursos não são aplicados nas campanhas, o anunciante perde. Perde para os seus concorrentes que estão usando e perde para o próprio sistema do Google Adwords, uma vez que a inteligência desse sistema vasculha toda a conta identificando a relevância de suas campanhas.

E se esses recursos não são usados, a campanha pode deixar de ser relevante para o próprio sistema do Adwords. É como se o sistema dissesse: “Olha, anunciante, eu tenho esses recursos e é para você usar”.

Relevância x investimento

Outra singularidade dos anúncios no Google é o sistema de índice de qualidade que as campanhas recebem.

Cada palavra chave é analisada pelo sistema em conjunto com a página para qual os anúncios apontam. Se houver baixa correlação, o sistema dá uma nota baixa para a palavra chave. Essa nota é um dos critérios que afeta o posicionamento dos anúncios. Boas notas com um lance de CPC adequado, pode equivaler a posições interessantes.

Vias de fato

Sim. Uma boa campanha de publicidade no Google cercada de acompanhamento planejado e validação dos resultados ajuda a alavancar as vendas e entregar credibilidade às marcas.

O quanto de crescimento confere a um negócio ter uma campanha de publicidade no Google dependerá não somente da campanha criada bem como do produto ou serviço da empresa somado a sua própria marca. O mercado atual também é fator preponderante para o equilíbrio dos anúncios.

E como disse um cliente da Madara: “Nosso ano de 2016 foi difícil. Mas sabemos que se não fosse pela otimização das campanhas, ele poderia ter sido mais difícil ainda”.

E você? Vai anunciar no Google?